Edições anteriores

  • A imagem escolhida foi Ruptura, Fotografia Celular de Marina Losito

    Momentum
    v. 18 n. 18 (2020)

               É com muita alegria que anunciamos outro número da Revista Momentum, do Centro Universitário UNIFAAT.

                   

    Gostaríamos inicialmente de agradecer à Profa. Rita de Cássia Moura Ribeiro por auxiliar, através de uma atividade com os alunos do terceiro ano do Curso de Artes Visuais, na escolha da imagem da capa desta edição. Participaram desta atividade as alunas Letícia Lombardi, Suelen Destro, Isabel Almeida, Marina Losito e Nathália Brito e o aluno Júlio Reis. A imagem escolhida foi Ruptura, Fotografia Celular de Marina Losito. Às alunas e ao aluno o nosso agradecimento.

     

    A Revista Momentum número 18, 2020 inicia com o artigo “Responsabilidade Civil dos Influenciadores Digitais por Vício e por Fato no Produto ou no Serviço” de, Yasmim Pinheiro Alvarez e Elson Araújo Capeto, no qual os autores analisam aspectos da evolução da tecnologia e do crescimento das redes sociais, e como os influenciadores digitais exercem importante papel na formação de opinião dos usuários das plataformas, especialmente em relação à publicidade de produtos e serviços. Nesta perspectiva o artigo pondera acerca da reponsabilidade civil dos influenciadores digitais, sob o espectro da hipossuficiência do consumidor e foram utilizados os métodos indutivo, argumentativo, hermenêutico e hipotético-dedutivo, aliando aspectos filosóficos, sociológicos e comunicativos ao direito das relações de consumo e ao direito civil.

     

                No artigo “A Escola como espaço de formação docente: reflexões a partir de experiências iniciais ocorridas no Programa de Residência Pedagógica”, de Gilvan Elias Pereira e Gabriela de Lima Barbosa, os autores analisam aspectos das práticas de estágio, que possibilitam o diálogo entre teoria e prática, promovendo momentos de reflexão através de uma aproximação com a realidade escolar. Embora consideradas suas fundamentações teóricas, as experiências de estágio expressam inúmeras contradições quando concretizadas no real. Neste trabalho os autores buscaram apreender e analisar algumas destas contradições com base em reflexões realizadas a partir de relatos de estudantes de cursos de Pedagogia, Letras e Artes Visuais sobre suas experiências iniciais ocorridas no Programa de Residência Pedagógica em diferentes escolas de educação básica situadas em Atibaia e região.

                

    Em “A luta pela visibilidade LGBTQIA+: experiências do Coletivo Odara em Barbacena – MG”,  Natália Oliveira Dias, Alax Wyllian dos Reis Santos, Ana Luisa Pedrosa Patricio, Vitor Rafael Faria Guedes da Silva e Marli Amélia Lucas de Oliveira relatam a experiência do coletivo Odara do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia na cidade de Barbacena e destacam a importância da ação de um grupo que discuta sobre os direitos e vivências de pessoas LGBTQIA+ em uma instituição de ensino federal, na comunidade externa e em escolas estaduais da região, na tentativa de discutir a LGBTfobia no contexto escolar. O estudo evidenciou a importância da existência e atuação de grupos sociais que questionem a realidade servindo como espaço de fala.

     

    Mudanças climáticas, sustentabilidade e direitos humanos: algumas considerações sobre gênero e raça”  de Amasa Ferreira Carvalho, Luana Aparecida Ribeiro Javoni e Sônia Regina da Cal Seixas teve como objetivo identificar a importância dos conceitos de mudanças climáticas, sustentabilidade e direitos humanos, tendo como base as agendas internacionais e os impactos das mudanças climáticas, no recorte de gênero e raça. Diante da urgência da questão climática, as autoras consideram necessário trazer reflexões sobre os impactos nos grupos vulneráveis às mudanças climáticas e para isto, o ODS 5 que trata da igualdade de gênero precisa estar no centro das propostas e projetos de adaptação e mitigação às mudanças climáticas, assim como nas reflexões e trabalhos sobre sustentabilidade e direitos humanos.

               

    Em “PERIFERIA PRESENTE! Uma análise crítica do espaço escolar sob o relato de alunos de Franco da Rocha-SP”, Marina Conceição de Oliveira; Pamela Suelen Gama da Cruz e Raphael Lima Cruz, apresentam um artigo fruto de uma pesquisa de campo do grupo “Na Quebrada”, realizado em parceria com o Centro Universitário UNIFAAT e pesquisadoras voluntárias e analisam o contexto escolar da periferia com o objetivo de refletir criticamente as experiências relatadas pelos alunos, bem como refletir sobre políticas públicas. Os dados foram coletados através de um questionário de complemento de frases com o intuito de compreender a percepção dos alunos acerca do espaço físico e espaço subjetivo da Escola Estadual José Parada no bairro periférico Jardim Pretória em Franco da Rocha.

               

    No artigo No artigo  “DFH – Escala Sisto: um estudo exploratório sobre a precisão de juízes”, Augusto Rodrigues Dias, Beatriz Patrício de Brito e Carlos Eduardo Bovenzo Filho, o objetivo foi estabelecer a precisão de avaliadores para os itens de pontuação do DFH – Escala Sisto, a partir de juízes sem experiência na avaliação de desenhos da figura humana. A amostra foi composta por 20 indivíduos, de ambos os sexos, com idades variando entre 19 a 51 anos de idade. Os resultados apontaram que os juízes, percentualmente, tenderam a concordar em suas avaliações sem, contudo, atingirem o valor mínimo estabelecido. Os autores concluem que o instrumento é fidedigno sob o ponto de vista da precisão de juízes para a população em questão, bem como existe a possibilidade de que a experiência prévia exerça alguma influência no processo avaliativo.

     

    O artigo “Atribuições sociais da arte em contexto periférico” de Júlia Bitencourt Santos e Raphael Cruz Lima buscou ressaltar alguns elementos que demonstram a relevância da arte no contexto periférico, teve como eixo de análise as percepções de jovens, com idade entre 13 e 15 anos, que estudam e residem na periferia de Franco da Rocha (SP) e buscou verificar, através da realização de debates e análise de algumas obras, os processos de interpretação e identificação de adolescentes com a cultura que lhes é apresentada. Os resultados demonstram que a aproximação sociocultural e temática que há entre emissores e receptores das mensagens veiculadas nos campos da literatura marginal e da arte urbana facilita o diálogo entre as partes.

     

    Já no artigo “Gestão Integrada da Coleta Seletiva – uma proposta para o município de Bom Jesus dos Perdões”, Viviane Guilhermin Tenório e Tadeu Fabrício Malheiros apresentam aspectos da Política Nacional de Resíduos Sólidos e analisam que o município de Bom Jesus dos Perdões tem dificuldade no cumprimento das diretrizes, ações e metas do Plano Municipal de Gestão Integrada Resíduos Sólidos, especificadamente na coleta seletiva. O trabalho descreve aspectos relevantes para aplicar o benchmarking na gestão da coleta seletiva, o instrumento da pesquisa foi um questionário formulado de acordo com os indicadores de desempenho elaborado para verificar o grau de influência da gestão municipal e suas incorporações nas atividades diárias do município e o método multicritério de apoio à decisão foi utilizado para a escolha do modelo de gestão. A pesquisa aponta as práticas da gestão municipal que podem ser desenvolvidas e aplicadas em Bom Jesus dos Perdões.

     

    Em “Os Cybercrimes e a investigação digital: Novos paradigmas para a persecução penal” de Alexandre Rocha Almeida de Moraes, Isabella Tucci Silva e Bruno Santiago trata de um tema bastante atual na esfera penal, já que o uso da internet está presente na maioria das relações humanas. O objetivo do artigo é explicar como são praticados os crimes por meio da internet e sua relação com os crimes já existentes e descritos no Código Penal e a necessidade de desenvolvimento de novos paradigmas de investigação.

     

    Encerrando este número da revista o artigo “Aspecto epidemiológico da Febre amarela e Raiva, envolvendo primatas não humanos. Período de 2014 a 2018, região Bragantina/SP” de Julia Gonçalves Bom e Luís Eduardo da Silva Costa teve como objetivo investigar os aspectos epidemiológicos da Febre amarela e da Raiva envolvendo primatas não humanos, nos anos de 2014 a 2018, na região de Bragança Paulista-SP. Para a realização do presente trabalho, foram utilizados questionários aplicados via e-mail, aos serviços de vigilância epidemiológica e de controle de zoonoses dos municípios da região de Bragança Paulista-SP. Os autores ressaltam que a análise dos dados epidemiológicos é muito importante, pois dessa forma o serviço de saúde pública pode antecipar seus movimentos para assim poder proteger a população humana suscetível.

     

    Gostaríamos de agradecer uma vez mais pela colaboração de todos para que esta edição da revista fosse concluída, em um momento tão complexo, surpreendente e inesperado como foi o ano de 2020 e esperamos continuar colaborando para a publicação de trabalhos científicos em diversas áreas, que permitem a difusão do conhecimento e da ciência, itens básicos e fundamentais para o desenvolvimento humano.

     

    Boa Leitura,

     

    Micheli Kowalczuk Machado e João Luiz de Moraes Hoefel (editores)

  • Momentum
    v. 1 n. 17 (2019)

                É com muito prazer que anunciamos outro número da Revista Momentum, do Centro Universitário UNIFAAT.

                Este número inicia com o artigo A dinâmica das áreas de conservação do Brasil e Moçambique. Estudo comparativo da Serra do Japi, Mata Santa Genebra e a Reserva Nacional do Niassa, de Francisco Gonçalves Nhachungue, Sônia Regina da Cal Seixas e Benjamim Olinda Bandeira, que pretende compreender as dinâmicas de conservação da biodiversidade do Brasil e de Moçambique e caracterizar estas três áreas de conservação e a legislação inerente à conservação da biodiversidade em ambos os países. Compara os modelos de gestão das três áreas e identifica as diferenças e similaridades nessas áreas de conservação.

                No artigo Aulas de campo como instrumentos para difusão da sustentabilidade, Giovana Dominicci Silva, Agnês de Oliveira Marinho, Micheli Kowalczuk Machado e João Luiz de Moraes Hoefel apresentam a análise da percepção de alunos sobre as experiências e lições práticas em ambientes naturais, promovidas pelo programa de ensino superior do Curso Tecnológico em Gestão Ambiental do Centro Universitário UNIFAAT, que permitiram uma melhor compreensão do que é abordado em aulas e proporcionam experiências transformadoras na vida pessoal dos estudantes e em suas carreiras profissionais como gestores ambientais.

                Influência das mudanças climáticas na pluviometria da unidade de gerenciamento de recursos hídricos Piracicaba/Capivari/Jundiaí, de Breno Fernando Pereira Molon, Claudinei da Silva, Julio Cesar Ramos, Rodolfo de Lima Aparecido, Thiago Eduardo da Rocha Costa e Adélia Massulo, avalia a hipótese do crescimento da precipitação hídrica na Bacia Hidrográfica PCJ (Piracicaba, Capivari e Jundiaí) perante a análise de dados históricos fornecidos por estações pluviométricas que integram esta área de estudo, o que pode indicar a interferência de alterações climáticas nessa região.

                Em Saúde financeira dos colaboradores: gestão da qualidade de vida no trabalho, Eliana Martuccello Harder e Hilda Maria Cordeiro Barroso Braga apresentam os resultados de uma pesquisa que avalia, por meio de levantamento de campo, a presença ou não de estresse financeiro comprometendo o desempenho profissional dos colaboradores das empresas, principalmente da região Bragantina, sob a ótica dos gestores de RH, e identifica como as empresas lidam com estas questões e se adotam medidas preventivas para minimizá-las.

                No artigo Há vagas: Um estudo sobre o mercado de trabalho para homossexuais, Kleber da Paz Nunes e Hilda Braga abordam a temática sobre homossexuais no atual mercado de trabalho, com o intuito de investigar como esses profissionais são considerados nos ambientes onde atuam profissionalmente – como são avaliados e o grau de aceitação em reação à orientação sexual, bem como com o intuito de analisar as dificuldades enfrentadas por essas pessoas.

                O artigo Estudo de Readequação dos Pisos de Acessibilidade Tátil Visual em Espaços Universitários, de Marcelo de Almeida Silva, David Pacheco Vilela, Adinele Gomes Guimarães e Daniele Ornaghi Sant’Anna apresenta uma análise de adequação de espaços construídos na Universidade Federal de Itajubá do ponto de vista da acessibilidade, com ênfase na sua viabilidade econômica e coerentes com as normativas vigentes, no sentido de maximizar a economia de recursos públicos, prevendo reutilização do material já instalado em pontos incoerentes no prédio.

                 As autoras Maria Emiliana Lima Penteado e Ana Lucia Madsen Gomboeff, no artigo A falta de clareza do papel do Coordenador Pedagógico e como isso afeta o cotidiano da escola, analisam as significações acerca do papel dos Coordenadores Pedagógicos (CPs), a partir de relatos produzidos por eles que indicavam descompasso com o que eles entendiam ser parte de suas atribuições e o que os outros gestores pensavam ser o papel desses profissionais, a fim de compreender como essa divergência pode afetar o trabalho em equipe e como se reverbera na escola.

                No artigo A mediação da psicologia da educação em processos formativos: uma experiência com a formação de professores, Maria Emiliana Lima Penteado e Luciana Andréa Afonso Sigalla apresentam parte de um processo formativo que teve como temática o trabalho com diferentes gêneros discursivos na sala de aula e utilizou-se de uma metodologia autoral inspirada na Psicologia Sócio-Histórica, de Vigotski e seus seguidores.

                Em A “Banalidade do Mal” e a educação enquanto promotora dos direitos humanos, Gabriela de Lima Barbosa e Gilvan Elias Pereira apresentam uma reflexão sobre a incapacidade do sujeito analisar criticamente as consequências de suas ações enquanto as realiza por meio da obediência plena e acrítica a um código de ética pré-estabelecido socialmente, que é uma das características daquilo que Hannah Arendt chamou, no início da década de 1960, de “banalidade do mal”. Entende-se, neste trabalho, que este fenômeno de “naturalização do mal” se faz presente, atualmente, sempre que diversos interesses e ações se sobrepõem aos valores humanos estabelecidos na Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948), de modo a propiciar situações diversas de desrespeito à dignidade humana. 

                Já no artigo O Ensino de Gramática em uma perspectiva plurilíngue, José Adriano de Oliveira e Diego Augusto Gonçalves Ferreira refletem sobre o ensino e o estudo da gramática no contexto de aprendizagem e de uso, levantando questões acerca de como a gramática deve ser explorada e refletida diante das inúmeras circunstâncias. O cerne das reflexões é o uso funcional da gramática, de modo que a mesma não seja dificuldade para a perfeita fluência da linguagem e da comunicação.

                Considerações fenomenológicas sobre a vivência da superação no tatame, de Bianca Teixeira Canteri e Tatiana Gomez Espinha, apresenta os resultados de uma pesquisa que teve como objetivo compreender a experiência da superação de atletas profissionais e amadores do Jiu Jitsu, a partir de uma perspectiva fenomenológica. As entrevistas e análises realizadas ajudaram a compreender o fenômeno da superação

                Encerrando este volume, Epifania: a lucidez perversa de Clarice Lispector, de Cláudia Borragini Abuchaim e João Hilton Sayeg de Siqueira, tem por tema um estudo da concessão de epifania à personagem feminina, Ana, do conto Amor, pela autora Clarice Lispector. Por meio de uma análise interpretativista, pretende verificar o intuito perverso da epifania como fator presente na produção literária de Lispector, que permite às suas personagens a lucidez de sua situação por meio de reflexões conscientizadoras.

                Por fim, gostaríamos de agradecer pela oportunidade de assumirmos a edição da revista e esperamos colaborar para o fomento e a publicação de trabalhos científicos em diversas áreas, oportunizando a difusão do conhecimento e da ciência, tão fundamentais para o desenvolvimento humano.

    Boa Leitura,

     

    Micheli Kowalczuk Machado e João Luiz de Moraes Hoefel (editores).

  • Momentum
    v. 1 n. 16 (2018)

                               

                                   O Centro Universitário UNIFAAT vem anunciar mais um número da revista MOMENTUM.

                                   Nos últimos tempos assistimos aos desafios das novas políticas educacionais em nosso país e no mundo, principalmente às discussões da relação das práticas educacionais com os Direitos Humanos. Para um debate mais contundente sobre a temática, apresentamos na abertura da revista, o artigo Estudantes e Cotas para o Acesso ao Ensino Superior numa Cultura Histórica de “Democracia Racial”, do doutor Luiz Fernando Cerri.

                                   Os problemas educacionais modernos são um dos temas tratados no Programa de Iniciação Científica da UNIFAAT e, dentro desta temática, apresentamos o artigo O Desinteresse dos Alunos de Ensino Médio pela Escola na Atualidade, da doutora Paula Costa de Andrada com a participação das alunas Marina Conceição de Oliveira, Pâmela Suelen Gama da Cruz, Cristiane Moura Ribeiro Correia e Michele de Paiva, que discute o problema da falta de interesse dos alunos pelos estudos.

                                   Pensando na formação do professor, em particular numa das disciplinas mais importantes da vida escolar, ou seja, a Matemática, apresentamos o artigo O Laboratório de Ensino de Matemática na Formação do Professor que Ensina Matemática: seu uso por diferentes sujeitos, de Marcelo Pereira Rizzi (graduando em Licenciatura em Matemática pela Universidade Federal de Minas Gerais) e da doutora Keli Cristina Conti.

                                   A educação e o universo empresarial também suscitam debates e discussões, como podemos perceber no artigo Plantão Psicológico nas Empresas – uma Modalidade a ser Explorada, da mestra Sandra R. Uliano Smaniotto.

                                   O universo jurídico brasileiro também apresenta seus debates no âmbito empresarial: “Custo” Brasil e a Adequação do Poder Judiciário às Necessidades do Setor Empresarial: a Corte de Chancelaria de Delaware – um Exemplo (a ser Seguido), do doutor Márcio Manoel Maidame, explora esta temática. As alterações das leis trabalhistas, afetando o universo empresarial e dos trabalhadores, também são discutidas no artigo de Iara Alves Cordeiro Pacheco, Grupo Econômico e Sucessão de Empregadores.

                                   As relações internacionais são trabalhadas no artigo de Vanessa Cristina André de Paiva, A Evolução da América Latina e as Dificuldades do Cone Sul para a Consolidação do Mercado Comum. E o legado das Olímpiadas no Brasil, evento que envolve o mundo, é tratado no artigo de Flávio Agnelli Mesquita, A Construção do Legado Olímpico: uma Análise das Vozes Responsáveis pelo Discurso dos Jogos Rio 2016.

                                   Um dos mais graves problemas sociais também recebe tratamento na presente revista: Disputas Narrativas no Debate Público sobre Política de Drogas: Limites do Antiproibicionismo no Contexto da Guerra às Drogas, do doutor Paulo Arthur Malvasi, discutindo os limites que as narrativas antiproibicionistas encontram no contexto institucional do Brasil contemporâneo.

                                   Outra pesquisa do Programa de Iniciação Científica da UNIFAAT ganha vida no artigo O Direito e a Atuação do Jurista sob a Perspectiva da Sétima Arte, do professor Júlio César de Lima Ribeiro, trabalho de pesquisa este que contou com os seguintes alunos: Ana Carolina Pereira; Bruno H. da Silva; Carlos Marcelo Pistoresi; Caroline Aparecida Pinheiro; Caroline Suppione de Almeida Cordeiro; Cláudia Helena dos Santos Souza; Daniele Rodrigues Leite; Donato Angelo Caleme; Gabriel Lacusta; Gustavo Marques Merissi; Jacqueline Barboza Oliveira; Júlia Lopes; Laerte Tadeu Teixeira Martins; Leidiani Félix de Carvalho; Letícia da Silva Pistoresi; Monique Tavares Freitas; Pedro Paulo de Mello Ferreira Natal; Pérola Andrade Cirne; Samila Figueiredo Lopes, Sara Cristina de S. Santos, Tamires Correa Bibiano da Silva e Vitor Yuji Fujihara.

                                   A literatura também é uma das preocupações da revista e, assim, apresentamos o artigo da doutora Sonia Mara Ruiz Brown, O Diálogo de Florbela Espanca com Nobre e Quental.

                                   Para fechar a edição, apresentamos o ensaio Educação em Direitos Humanos: Reflexão Crítica sobre as Diretrizes Nacionais, do doutor Miguel H. Russo, texto que discute de maneira intensamente crítica os problemas atuais da educação brasileira.

                                   Depois de muitos anos como editor da MOMENTUM, anuncio que estou me despedindo desta incumbência. Foram momentos maravilhosos e, com certeza, que deixaram muitas lembranças e aprendizados felizes e intelectualmente importantes. Desejo imensa sorte para quem for me substituir e agradeço imensamente aos mantenedores, diretores, coordenadores, professores, funcionários e alunos da UNIFAAT por ajudarem a deixar este trabalho como algo tão gostoso de fazer. E, logicamente, agradeço a todos os leitores – a razão de existir de qualquer revista.

                                   Obrigado a todos!

                                   Boa leitura!

     

    Orivaldo Leme Biagi

  • Momentum
    v. 1 n. 15 (2017)

      

                                   É com imensa satisfação que apresentamos outro número da revista MOMENTUM.

                                O universo jurídico está influenciando cada vez mais a vida cotidiana brasileira e, assim, a revista apresenta dois artigos do mundo do Direito na sua abertura: Processo e Cidadania: a Construção de um Modelo de Tutela Jurisdicional Racional e Garantidora dos Direitos Fundamentais, do doutor Márcio Manoel Maidame; e Inseminação Artificial Heteróloga, a Falta de Concordância do Cônjuge e o Registro do Infante Apenas em Nome da Mãe, do doutor Cristiano Pereira Moraes Garcia, artigo este fruto do Programa de Iniciação Científica da FAAT (realizado também com os alunos Juliana Miwa Tida Conno; Maura Regina Teles Pinheiro Gonçalves; Rafaela Martorelli Albarelli Vieira e Yasmim Pinheiro Alvarez).

                                   O universo pedagógico também é representado na revista pelo Programa de Iniciação Científica da FAAT com o artigo A Atuação de uma Professora Iniciante na Visão de Estudantes do Curso de Pedagogia: o Papel do Projeto Bolsa Alfabetização na Formação Inicial, da doutora e coordenadora do curso de Pedagogia da FAAT Marli Amélia Lucas de Oliveira (com a coautoria das alunas Maysa do Carmos Santos, Natasha Medeiros de Liveira e Djuli Kriczvi Cuchinierk). A doutora Marli também participa do próximo artigo, escrito em conjunto com o pós-graduado em lato sensu Edilson Aparecido Campos Flores, A Docência nos Cursos de Engenharia Mecânica: os Saberes Docentes na Perspectiva de Tardif, Gauthier e Shulman.

                                 Ainda no campo da educação, a revista apresenta o artigo A Temática Gênero Presente nas Comunicações de Eventos Científicos: Contribuição para Formação Docente Transformadora, da mestra Glória Aparecida Pereira de Oliveira, junto das alunas Gislaine Medeiros Mendes, Nicolly Lara Marinelli, Aline Coqueiro Rodrigues, Aline Venâncio de Oliveira Stano e Pâmela Suelen Gama da Cruz.

    E o Estudo à Distância (EaD), tema que tem afetado os processos educacionais nos últimos anos, recebe uma abordagem bastante interessante no artigo da mestra Fabiana Cabrera Silva Santos, O Computador além da Caixa Preta: os Conhecimentos Técnicos do Professor, na Modalidade EaD, acerca das Ferramentas de Comunicação e Interação.

                                   A arte também é um tema atual, e a contribuição preciosa no mesmo é apresentada no artigo A Trajetória do Programa Vocacional: uma Iniciativa Singular de Arte-Educação na Cidade de São Paulo, pelo doutor Giuliano Tosin e pelo graduado em Artes Visuais pela FAAT, Durval Mantovaninni.

                                   Para encerrar a revista, apresentamos uma análise literária da doutora Sônia Mara Ruiz Brown, Dor e Música em “Clepsidra”, obra de Camilo Pessanha.

                                   Boa leitura!

     

    Orivaldo Leme Biagi

  • Capa frente - Revista FAAT vol 14

    Momentum
    v. 1 n. 14 (2016)

    É com grande satisfação que anuncio outra edição da revista MOMENTUM.
    A revista apresenta, como artigo inaugural, as reflexões educacionais do doutor Miguel Henrique Russo, no artigo ensino técnico de nível Médio: dicotomia entre a educação Geral e a Formação técnica.
    Ainda na área da Educação, mais especificamente no campo da História, o doutor Luís Fernando Cerri aborda as diferentes visões de mundo da América do Sul e da Europa no artigo Consciência Histórica Sul-Americana e Consciência Histórica europeia.
    A formação de professores é uma das maiores preocupações acadêmicas da FAAT como um todo e, assim, o artigo da mestra Glória Aparecida Pereira de Oliveira, A participação do Curso de pedagogia-FAAt no programa institucional de Bolsa de iniciação à docência (pibid): novas perspectivas de Formação de professores, será uma importante contribuição para as discussões sobre o tema.
    O universo jurídico é contemplado na presente edição da MOMENTUM: As Garantias nas Relações de Consumo, de Elson de Araújo Capeto, e O processo de inventário no novo Código de processo Civil, do doutor Cristiano Pereira Moraes Garcia (junto dos alunos que também trabalharam com o professor – o presente artigo é fruto direto do Programa de Iniciação Científica da FAAT), apresentam intensas análises de seus respectivos temas.
    Também trabalho do Programa de Iniciação Científica da FAAT, a doutora Paula Costa de Andrada e seus orientandos apresentam o artigo Construindo pontes entre a Carteira da Faculdade e a Mesa do professor: uma proposta de intervenção da psicologia escolar.
    A Responsabilidade enunciativa em uma Carta-Resposta de Mr. Milles, de Natalie Nara Mastrangi Goes, trabalha com questões envolvendo estruturas linguísticas – tema fundamental para o momento atual de grande produção midiática e suas formas de expressão.
    O doutor Giuliano Tosin, junto com seus orientandos do Programa de Iniciação Científica da FAAT, apresenta o artigo As Histórias em Quadrinhos da turma da Mônica como Ferramentas para a inclusão escolar, procurando unir as produções intelectuais do universo da Comunicação com as preocupações educacionais atuais, como é o caso da inclusão.
    E, para encerrar, outra reflexão sobre Comunicação e Pedagogia: produção integrada como estratégia pedagógica, artigo produzido pelos professores Osni Tadeu Dias e William Pereira de Araújo.

    Boa Leitura!

    Ph.D. Orivaldo Leme Biagi

  • Capa frente - Revista FAAT vol 13

    Momentum
    v. 1 n. 13 (2015)

    É com muito prazer que anunciamos outro número da revista MOMENTUM.

    A revista abre com o artigo A Circulação de Moedas Metálicas no Brasil, de João Carlos da Silva, tratando de um assunto intrigante: o quanto a retenção de moedas metálicas (guardadas em casa nos “cofrinhos”, por exemplo) afeta a economia como um todo.

    O professor Tiago de Melo Gomes, no artigo Historiografia e Ensino de História: o Caso dos Livros Didáticos, apresenta como as principais linhas historiográficas são abordadas nos livros didáticos de História no Brasil.

    Já o artigo Autorregulação da Aprendizagem no Ensino de Matemática via Dispositivos Móveis: Resultados Iniciais, de Marcos de Toledo Benassi, Ana Paula Basqueira e de Roberta Gurgel Azzi, procura avaliar a influência, nos processos autorregulatórios dos alunos, da utilização de um aplicativo para ensino do Teorema de Pitágoras, cuja construção levou em conta as sugestões essenciais da literatura acerca da Autorregulação.

    No artigo Linguagem, Discurso e Texto: Reflexões Teóricas, seu autor, João Hilton Sayeg de Siqueira, realiza um estudo especulativo sobre linguagem, discurso e texto, apoiado em várias vertentes teóricas.

    Participação no Projeto Bolsa Alfabetização: a Possibilidade de Articulação entre Universidade e Escola, de Marli Amélia Lucas Pereira, Marli Eliza Dalmazo Afonso de André e Marisa Garcia, nos apresenta uma interessante reflexão sobre a identificação dos saberes necessários para atender às demandas da participação no Projeto Bolsa Alfabetização de professoras regentes (da escola), das professoras orientadoras (da universidade) e das alunas pesquisadoras (estudantes do curso de Pedagogia).

    Resultado da Iniciação Científica da FAAT, o artigo A Feminilidade Frente às Problemáticas no Mundo Contemporâneo: Considerações Psicanalíticas sobre a Atenção à Violência Doméstica contra a Mulher, de Geovana Momesso e Maria Cristiane Nali, procura elucidar alguns aspectos da situação feminina na sociedade contemporânea, principalmente no que diz respeito às problemáticas enfrentadas pelas mulheres em condição de violência doméstica.

    Apresentando grandes preocupações com um tema imensamente atual, a questão ecológica, o artigo de João Luiz de Moraes Hoefel e Maria Cristina Nali, Estilo de Vida e Construção de seu Viver: Alterações Socioambientais e Qualidade de Vida no Município de Atibaia-SP, demonstra, através das entrevistas realizadas, reflexos de alterações socioambientais no cotidiano e na subjetividade da população, que tem buscado de forma ainda frágil (re)inventar uma condição melhor para viver.

    Para encerrar, a professora da FAAT Tamara Critchi de Freitas aborda a influência da literatura inglesa em seu artigo – Origem e Influências da Língua e Literatura Inglesa na Obra de Fernando Pessoa.

    Infelizmente, relatamos que um dos conselheiros da revista, que está presente nesta edição com um artigo, Tiago de Melo Gomes, faleceu recentemente. Tiago, historiador e grande amigo, deixa uma lacuna enorme no mundo acadêmico. Dedicamos a presente edição a ele.

    Ph.D. Orivaldo Leme Biagi

  • Momentum
    v. 1 n. 12 (2014)

    É com muito orgulho que a FAAT lança mais um número da revista MOMENTUM. 

    O primeiro artigo, Interdiscursividade e Intertextualidade, do doutor João Hilton Sayeg de Siqueira, aborda a constituição dos conceitos do título através de noções de polifonia, intertextualidade, heterogeneidade constitutiva e heterogeneidade mostrada.

    O doutor Gilvan Elias Pereira apresenta, no artigo Alunos “Analfabetos” nos Anos Finais do Ensino Fundamental: o que Pensam Diretores e Professores, uma forte questão bastante pertinente dos tempos atuais da educação: qual seria o aluno que se esconde nos números negativos de alfabetização? Para tal, o autor analisa o posicionamento de diretores e professores sobre a questão.

    A Matemática, uma das áreas mais importantes da educação, também recebe o devido tratamento no artigo O Bingo da Tabuada como Auxiliar no Aprendizado da Matemática, da doutora Keli Cristina Conti e da aluna do curso de Pedagogia da FAAT, Eliane da Silva Gonçalves Damásio, que aborda a importância dos jogos como ferramentas de aprendizagem.

    A doutora Regina Damazo e a aluna Bruna Caciari trabalham, no artigo Adolescência e Estresse: as Estratégias de Enfrentamento de um Grupo em Vulnerabilidade Social, as estratégias de enfrentamento utilizadas por determinado grupo de adolescentes em vulnerabilidade social sob a perspectiva da Teoria CognitivoComportamental.

    O mestre doutorando Rodrigo Leite da Silva nos brinda com uma visão acadêmica da Comunicação Social no artigo A Organização Textual do Humor no Gênero Discursivo Charge Jornalística.

    Professor da FAAT, o doutor Giuliano Tosin, no artigo Tradução: a Busca pela Linguagem Pura, apresenta reflexões a partir das teorias da tradução, abordando temas fundamentais, como a traduzibilidade, a fidelidade, a transgressão, a originalidade e o desvio das traduções.

    Uma das discussões mais importantes do mundo jurídico atual é a comparação de universos jurídicos de vários países. Para contribuir com essa discussão, a mestra e doutoranda Vânia Maria Gomes nos apresenta o artigo A Proteção da Mulher Vítima de Violência Doméstica no Âmbito da Legislação Processual-Penal Brasileira e Portuguesa.

    A literatura é trabalhada pela doutora Sonia Mara Ruiz Brown no artigo A Intertextualidade em Manuel Bandeira, apresentando os poemas de Manuel Bandeira que buscaram a herança literária como referencial.

    Nesta edição iniciamos uma seção de ensaios, abrindo com as reflexões jurídicas do doutor Rogério Aparecido Correia Dias sobre a Mediação de Conflitos, tema que o mundo jurídico está aplicando cada vez mais.

    E, para encerrar, o ensaio do mestre doutorando Hercules Brasil Vernalha, Hermann Paul e o Cruzamento de Línguas, que aborda o penúltimo capítulo da obra Princípios Fundamentais da História da Língua, em que o linguista Hermann Paul investiga a influência que as línguas exercem umas sobre as outras.

    Boa leitura!!!


    Ph.D. Orivaldo Leme Biagi

  • revista faat vol 11

    Momentum
    v. 1 n. 11 (2013)

    É com muito orgulho que a FAAT apresenta a nova edição da revista MOMENTUM. O presente número contém artigos de grande relevância intelectual para o atual momento acadêmico brasileiro e mundial.

    Logo na abertura da revista temos o artigo orientações didáticas e o discurso da negritude: da idealização à reificação, do pós-doutor Jarbas Vargas Nascimento e da doutoranda Rosângela Aparecida Ribeiro Carreira, analisando criticamente as imagens estereotipadas da África presentes em documentos oficiais.

    O artigo seguinte, o princípio da Codificação e a Adequada proteção dos Bens Jurídicos, do doutorando, promotor de justiça e professor Alexandre Rocha Almeida de Moraes, apresenta discussões sobre os desejos da sociedade por novos modelos de política criminal.

    Remuneração de executivos e desempenho das Companhias Abertas Brasileiras: uma Visão empírica após a publicação da instrução normativa CVM 480 (autoria dos professores: Juliano Augusto Orsi de Araujo, mestre; Cláudio Parisi, doutor; Aldy Fernandes da Silva, doutor; e Wilson Toshiro Nakamura, doutor), a partir da nova instrução normativa, debaterá sobre a relação entre a remuneração de executivos e o desempenho das companhias abertas brasileiras.

    Ainda na área de Negócios, o artigo seguinte, Formas de Comunicação do processo CiM no Mercado de Concessionárias de Automóveis e Comerciais Leves novos (autoria dos professores: Ricardo Ragazzo Corrêa da Silva, mestrando; Teresa Dias de Toledo Pitombo, mestra; Christiano França da Cunha, doutor; Antonio Carlos Giuliani, doutor; Nadia Kassouf Pizzinatto, doutora; e Andrea Kassouf Pizzinatto, doutora), procura mostrar o maior número possível de formas e meios de se comunicar através de mensagens dirigidas, visando a atingir o consumidor de automóveis e comerciais leves novos.

    O pós-doutor e professor Orivaldo Leme Biagi procura discutir os vários conceitos de contracultura no artigo Juventude e rebeldia nos Anos 60 e 70 do Século xx – A problemática do Conceito de Contracultura, procurando demonstrar as dificuldades de conceitualizar um movimento cultural tão extenso.

    O artigo Marketing na internet – os desafios de uma Loja Virtual de roupas e Acessórios Femininos, do mestre e professor Paulo Kazuhiro Izumi e da tecnóloga em Gestão Comercial Joseane Silva dos Santos, estuda as ferramentas de marketing na internet no setor de roupas e acessórios femininos, setor este que teve expansão bastante significativa, em particular no crescimento do comércio eletrônico.

    O “Animal eletrônico”: notas para uma Composição típica-ideal sobre o Fenômeno do Ciberativismo Verde, da doutora Samira Feldman Marzochi, discorre sobre uma nova forma de fazer política, o ciberativismo (no caso específico do artigo, um ciberativismo ecológico), que parece não corresponder aos modelos clássicos de atuação política.

    E, para concluir a revista, a doutoranda e professora Danielle Guglieri Lima nos apresenta o artigo Adoniran Barbosa: uma explosão de Criatividade, procurando demonstrar a manifestação da criatividade do compositor Adoniran Barbosa, com bases teóricas da Psicologia e da Pedagogia, analisando duas músicas de sua autoria, “As Mariposa” e “Tiro ao Álvaro”.

    Esperamos que os artigos provoquem inquietações, dúvidas, surpresas – ou seja, que ajudem nas suas mais profundas reflexões intelectuais.

    Ph. D. Orivaldo Leme Biagi

  • Momentum
    v. 1 n. 10, (2012)

    Mais uma vez a FAAT cumpre o papel pedagógico de unir pesquisa e educação com o lançamento da presente edição da revista MOMENTUM. Os artigos que se seguem procuram, dentro do rigor acadêmico da pesquisa, contribuir para uma intensa reflexão e profundo aprendizado educacional.

    Na abertura da revista o professor João Carlos da Silva nos oferece um debate envolvendo as motivações psicológicas para o consumo, em particular envolvendo os problemas das dívidas adquiridas pelos consumidores, no artigo O Consumo sob os Primas Econômico e Psicológico.

    A FAAT oferece muitos cursos no setor de Negócios - o que sempre levanta intensas questões práticas e teóricas. O artigo do professor Daniel Batista (Planejamento de Estoque e Logística: Reflexões Teóricas) vem contribuir ainda mais para os debates.

    Dentro do setor pedagógico sempre é fundamental discutir e debater as profundas questões educacionais e, para tal, temos a contribuição do professor Miguel Ángel Aldama del Pino, da Universidade de Matanzas (Cuba), cujo artigo, ¿Por qué Filosofar sobre la Educación?, defende justamente as razões da necessidade de tais discussões e debates.

    A professora Marli Amélia Lucas Pereira e o professor André Lucas Pereira mostram a mesma disposição de discutir e debater temas pedagógicos no artigo Concepções de Currículo por Estudantes do Curso de Pedagogia, artigo este que trabalha com dados referentes à concepção de currículo de estudantes do segundo ano de Pedagogia, em particular na disciplina Currículos e Áreas do Conhecimento.

    Fruto direto do Programa de Iniciação Científica da FAAT, o artigo do doutor Cristiano Pereira Moraes Garcia, junto das alunas do curso de Direito da FAAT, Cecília Oliveira Lopes e Vivian Pinheiro, discute os direitos hereditários do companheiro sobrevivente de uma união estável – já dentro das regras do novo Código Civil brasileiro – no artigo O Companheiro Sobrevivente na União Estável e seus Direitos de Herdeiro Necessário e o Real Direito de Habitação.

    Ainda dentro da área jurídica, o doutor Júlio César de Lima Ribeiro nos apresenta uma das mais avançadas práticas de pesquisa do Direito – o chamado Direito comparado – no artigo A Pessoa Jurídica e os Danos não Patrimoniais – Análise à Luz do Direito Brasileiro e Português, discutindo justamente a questão da pessoa jurídica e os danos não patrimoniais e suas abordagens nas legislações do Brasil e de Portugal.

    A questão religiosa é uma das mais discutidas nos tempos atuais e a doutora Samira Feldman Marzochi nos apresenta – a partir dos ensaios de Max Weber – um estudo sobre a psicologia das religiões mundiais no artigo Novas Religiosidades e Ambientalismo em Perspectiva Weberiana.

    O mundo poético nos brinda não apenas com a elevação dos sentidos e da alma, mas com questões acadêmicas bem profundas: o artigo do doutor Giuliano Tosin procura decifrar o chamado nanopoema no artigo Nanopoema Infinitozinho: Relato e Reflexões sobre uma Experiência da Poesia Experimental Brasileira.

    E para fechar a revista um pequeno, porém essencial, ensaio do professor Hercules Brasil Vernalha (Benveniste, a Subjetividade e a Linguagem) que discute a relação entre a subjetividade e a linguagem do pensamento de Émile Benveniste. A partir dos próximos números teremos a maravilhosa colaboração da professora Danielle Guglieri Lima que, com sua vasta experiência na área de pesquisa, irá contribuir para que a revista continue sempre cumprindo o seu papel pedagógico de unir pesquisa e educação.

    Ph. D. Orivaldo Leme Biagi

  • Momentum
    v. 1 n. 9 (2011)

    É com imensa satisfação que a FAAT lança mais um número da revista MOMENTUM. O conhecimento precisa encontrar caminhos para se desenvolver e circular – eis dois objetivos básicos para a existência da revista.

    A presente edição abre com o artigo La Contrarrevolución Cubana en los Estados Unidos (1961-1962): La Construcción de un Imaginario Contrarrevolucionario, do historiador cubano Oscar Andrés Piñera Hernández, que procura mostrar como foi feita a construção de muitas das imagens típicas (e negativas) que até hoje perduram sobre a Revolução Cubana.

    Logo em seguida a revista apresenta dois artigos envolvendo a temática de sustentabilidade, ou seja, dentro da linha de pesquisa do NES/FAAT (Núcleo de Estudos em Sustentabilidade da FAAT): o primeiro artigo, Soberania e o Direito Internacional do Meio Ambiente, do professor Rafael Antônio Braga Ramos, relaciona conceitos internacionais do direito ambiental com o conceito de soberania – que podemos defi nir como o poder decisório maior de uma sociedade, mas que é, essencialmente, local; já o segundo artigo, Pagamento por Serviços Ambientais: Alternativa para o Desenvolvimento Sustentável da Região Bragantina, de Diego de Toledo Lima da Silva, trata dos programas de pagamento por serviços ambientais e das suas possibilidades práticas na região bragantina.

    Os problemas educacionais estão entre os temais mais discutidos pela sociedade brasileira – e a MOMENTUM apresenta algumas outras discussões no presente debate. O artigo da doutora Elisabete Aparecida Monteiro, Ilusões Pedagógicas e Crise da Autoridade, debate, através de uma perspectiva psicanalítica, os problemas da relação professor-aluno. A professora Marli Amélia REVISTA TÉCNICO-CIENTÍFICA DAS FACULDADES ATIBAIA Lucas Pereira, no artigo A Brinquedoteca como Espaço Individual: Relato de uma Experiência Desenvolvida na Disciplina Prática Profi ssional do Curso de Pedagogia, mostrará a brinquedoteca como um espaço de atividades pedagógicas que contribuem para o desenvolvimento da criança que frequenta a escola. No artigo Alunos Adultos e a Vivência no Ensino Superior, a professora Sandra R. Uliano Smaniotto procurará explicar as condições que propiciam mudanças na vida dos alunos trabalhadores de Cursos Superiores de Tecnologia.

    Dois artigos são frutos diretos do Programa de Iniciação Científi ca da FAAT. O primeiro denomina-se O Tratamento da Informação Presente em Livro Didático de Matemática do 5º Ano do Ensino Fundamental, da professora Keli Cristina Conti e da bolsista (e atual formada em Pedagogia) Roseli Fidelix Pereira, tratando de analisar um livro didático de Matemática. Já o outro, denominado Ampliando o Campo de Pesquisa e Intervenção em Psicologia: (Re)Conhecendo a Subjetividade, da professora Maria Cristina Nali e das alunas do curso de Psicologia da FAAT Joelma Paula de Moraes Oliveira e Márcia C. Pereira Nogueira, aborda as possibilidades de parceria entre a Instituição de Ensino e a Instituição Pública.

    Para encerrar, o professor Willam Araújo, no artigo Mídia Impressa Renasce das Cinzas Digitais. Se a Mídia Impressa Morrer, o Jornalismo Pode Sobreviver?, irá discutir as condições atuais da mídia impressa (e, consequentemente, do jornalismo) e a questão da evolução tecnológica. Será o fi m das publicações em papel? O autor discutirá as várias possibilidades para o jornalista poder atuar nos novos tempos. Espero que o caro leitor tenha uma ótima leitura – o conteúdo, com certeza, irá ajudar muito para tal realização.

    Orivaldo Leme Biagi

  • Momentum
    v. 1 n. 8 (2010)

    É com muito orgulho que a FAAT apresenta ao público o novo número de sua revista científi ca, MOMENTUM. A instituição procura ensinar e produzir saberes, sendo a revista um dos seus instrumentos mais efi cazes para atingir ambos os objetivos. No atual momento da produção do saber, a variedade e profundidade tornaram-se marcas comuns e desejadas pelo mundo acadêmico. A presente revista, portanto, procura atingir tais marcas, pois os artigos são variados (nas temáticas) e profundos (nas abordagens). Os dois primeiros artigos versam sobre o universo do Direito: Júlio César de Lima Ribeiro e Júlio César Ribeiro, no artigo Perspectivas e Futuro da Proteção dos Interesses e Direitos dos Indivíduos e da Efetivação da Justiça procuram mostrar os problemas e dilemas do Direito moderno; e Olmiro Ferreira da Silva continua a debater em seu presente artigo Solução Axiológica de Confl itos e Validação do Direito as possibilidades da aplicação prática do Direito dentro da lógica axiológica, propondo possibilidades para novas interpretações na ordem jurídica brasileira. A educação se faz presente nos artigos da professora Keli Cristina Conti (sobre a linguagem da Matemática em Experiências de Escrita de Futuras Professoras nas Aulas de Matemática); do professor Marcelo (debatendo a tecnologia na Pedagogia em Sociedade, Tecnologias e Educação); e dos professores Orivaldo Leme Biagi e Gilvan Elias Pereira, junto das alunas da Iniciação Científi ca da FAAT Ana Cláudia de Souza Magro e Geiza Basílio Lacusta (no artigo A História da Educação e de Atibaia Através de um Estudo de Caso: o Grupo Escolar José Alvim – 1932/1985, que procura mostrar um quadro muito amplo da educação brasileira a partir de uma instituição local, a escola José Alvim, um dos pontos educacionais mais importantes de Atibaia e região). Os processos de compra são analisados no artigo do professor Orlando Isidoro Loureiro, com a co-autoria de Lucas de Oliveira Dietrich e Daniele Frota Campos, O Modelo Simplifi cado do Processo de Decisão de Compra: PDC: Pesquisa Exploratória com Indivíduos Economicamente Ativos, entre 20 e 29 Anos de Idade, Residentos na Região Bragantina no Estado de São Paulo. Já as professoras Hilda Maria Cordeiro Barroso e Juliana Cristine Pereira trabalham com um tema sensível à realidade nacional no artigo Inserção de Pessoas com Defi ciência no Mercado de Trabalho: um Estudo na Cidade de São Paulo e Grande ABC Paulista. A revista é encerrada com a beleza e engajamento de Carlos Drummond de Andrade na poesia A Rosa do Povo, poesia esta que é analisada pela professora Sônia Mara Ruiz Brown no artigo Drummond e a Poesia Engajada em A Rosa do Povo. Espero que aproveitem bem a leitura! Orivaldo Leme Biagi
  • Momentum
    v. 1 n. 7 (2009)

    Com muito orgulho apresentamos a nova edição da revista MOMENTUM, edição esta que apresenta uma série instigante de novos artigos sobre variados temas, pois a produção do saber nos últimos tempos, além de intensa, está cada vez mais diversifi cada – e a FAAT está captando a intensidade e a diversidade produzidas no atual momento do mundo acadêmico.

    Para satisfazer as novas demandas da produção do saber, a instituição tem incentivado a pesquisa, tanto docente quanto discente, e muitos dos artigos presentes são justamente frutos desse incentivo. A pesquisa é o momento mais intenso da produção acadêmica – ela junta a teoria e a prática numa refl exão mais profunda, o que produz, além do saber, elementos que facilitam as práticas pedagógicas.

    A revista abre com dois artigos discutindo o universo jurídico brasileiro: o professor Olmiro Ferreira da Silva debate sobre as possíveis leituras jurídicas da Constituição Federal no artigo Indicativos Axiológicos e Respectivamente Hierarquizadores na Constituição Federal, enquanto que no artigo Sugestões para a Resolução do Problema da Lei Injusta: um Diálogo com o Pensamento de Olmiro Ferreira da Silva, do professor Márcio Manoel Maidame, é discutido justamente o pensamento do professor Olmiro Ferreira da Silva, num produtivo debate acadêmico - debate este que deve ser sempre estimulado em todas as áreas e em todos os momentos.

    Questões relacionadas ao ensino superior são abordadas no artigo Políticas Públicas de Avaliação: um Estudo do Processo de Regulação do Ensino Superior Brasileiro, produzido por três articulistas: Rita de Cássia M. Trindade Stano, Hilda Maria Cordeiro Barroso Braga e Marcos Rodrigues de Lara.

    Discussões sobre o universo docente também são retratadas no atual volume: a avaliação docente é debatida pela professora Maria do Carmo Abib de Moraes Polimeno no ensaio Uma Refl exão sobre o Processo de Avaliação Docente; o stress do profi ssional da área de ensino é discutido no artigo Análise dos Fatores Contribuidores para o Stress Ocupacional do Professor do Ensino Fundamental: Perspectivas para a Melhoria do Relacionamento Interpessoal e Organizacional do Profissional da Educação, fruto da pesquisa realizada pelos alunos da área de Psicologia da FAAT sob a orientação da professora Regina de Fátima Dalmazo; e a relação da leitura com a educação é trabalhada no artigo O Gênero no Ensino de Leitura aos Alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), da professora Alaíde Aparecida dos Santos Fernandes.

    Dentro das relações interdisciplinares típicas da linha editorial da revista, é apresentado uma análise histórica da Contracultura, fenômeno de grande importância cultural ocorrido na segunda metade do século XX e cujas infl uências chegam até os dias atuais, no artigo A Contracultura e o Rock’n’Roll: a Relação dos Movimentos de Contestação Social e a Música Jovem dos Anos 60 e 70, do professor Orivaldo Leme Biagi. O Marketing é o assunto principal do artigo O Estudo do Marketing e as Infl uências das Correntes Teóricas no Ensino do Marketing no Brasil, do professor Orlando Isidoro Loureiro.

    E para completar apresentamos o artigo A Gramática Torta de Adoniran Barbosa, do professor Elizeu do Nascimento Silva, que realiza uma análise da poética do sambista que completaria cem anos de idade neste ano.


    Orivaldo Leme Biagi

  • Momentum
    v. 1 n. 6 (2008)

    A época da informação, a era do capital intelectual são algumas das defi nições utilizadas para caracterizar nossa atualidade, na qual a tecnologia da informação, a integração dos mercados e a rapidez das descobertas científi cas parecem tornar tudo cada vez mais instável. Assim, mais do que técnicas, mais do que ferramentas, a capacidade de aprender e produzir conhecimento se tornariam o grande diferencial de uma nação.

    Diante disso, cabe uma pergunta fundamental para toda instituição de ensino: Como lidar com a informação perante um grupo “em formação”? Como inserir alunos nessa realidade de maneira ativa, protagonista, e não apenas como meros reprodutores de fórmulas que tem validade cada vez menor?

    A capacidade de perguntar e não apenas registrar respostas, a capacidade de criar e não apenas responder, passa a ser fundamental. Essa capacidade deverá ser estimulada de diversas formas; seminários, simulações, estágios, iniciação científi ca, entre outros.

    Dessa maneira, a revista Momentun se apresenta como expressão desse compromisso por parte da instituição, uma vez que diversos de seus artigos são fruto de pesquisas realizadas por professores e alunos, dentro do programa de iniciação científi ca, de programas de apoio institucional, desenvolvimento de teses de mestrado e doutorado, entre outras iniciativas.

    Nesse volume apresentamos importantes contribuições para a análise do fenômeno jurídico em nossa sociedade, tais como o trabalho do professor Olmiro Ferreira da Silva, Classifi cação e Critérios de Priorização na Argumentação Jurídica, e o trabalho do Elson de Araújo Capeto, intitulado Da Ação Popular Ambiental.

    O professor Elis Wayne Brown nos apresenta o resultado de projeto de iniciação científi ca realizado por equipe de nove alunos, no artigo Responsabilidade Social da Empresa como Fator de Decisão de Compras no Mercado Consumidor – Relatório de Pesquisa.

    No plano das refl exões interdisciplinares, o professor Marcos Roberto de Faria Bernardi investiga as relações entre mídia e direito no artigo Entre a Mídia e o Direito, Entre a Verdade e a Verossimilhança. Uma refl exão a partir do fi lme: A Vida de David Gale. O professor Orivaldo Leme Biagi, também  analisa a relação mídia e sociedade  no artigo A Construção de Discursos Anticomunistas pela Imprensa Brasileira nos Anos 50 através da sua Cobertura da Guerra da Coréia (1950-1953).

    A reflexão sobre a prática educativa se encontra presente em dois artigos; a produção conjunta da professora Ana Paula Petroni, em parceria com as pesquisadoras da PUC- Campinas; Paula Costa de Andrada e Vera Lúcia Trevisan de Souza na qual se analisa as relações entre psicologia e educação, Algumas Considerações sobre a teoria de Henri Wallon e suas contribuições para a Educação, além do artigo da professora Glória Aparecida Pereira de Oliveira, Formação Docente e Pesquisa: Uma Relação em Construção.

    Por fim, a professora Sonia Mara Ruiz Brown desenvolve interessante exercício de exegesse literária no artigo “Hiroshima, meu amor”, um estudo.

    Apresentados os artigos, peço a licença para agradecer à mantenedora da FAAT e a todos os diretores pelo apoio irrestrito a essa publicação, aos colegas e alunos que incentivaram e abrilhantaram as páginas da revista nesses cinco anos em que estive como editor. Por conta de novos desafi os profi ssionais, despeçome de tal função, com a enorme e grata satisfação em saber que contribuímos para o desenvolvimento acadêmico de professores e alunos. Ainda mais, despeço-me com a consciência tranqüila, sabendo que o professor Orivaldo Leme Biagi, com sua competência e seriedade, irá assumir tal tarefa, o que implica na continuação e melhoria do projeto.

    Muito Obrigado!

    Marcos Roberto de Faria Bernardi

  • Momentum
    v. 1 n. 5 (2007)

    O ato de estudar, no fundo, é uma atitude frente ao mundo

                                                                        Paulo Freire

    O que é uma instituição de ensino superior? Qual sua função? O que se entende por conhecimento? Estas são questões basilares que estruturam a prática de qualquer ambiente universitário. Pois, se concebermos o conhecimento como acúmulo de informações, transformamos o ato de estudar, bem como o ato de ensinar, em atividades meramente informativas, as quais necessitam de memória mais do que qualquer outra faculdade.

    Contudo, concebemos o ato de estudar como atitude frente ao mundo, baseado na coragem, humildade, perseverança e criatividade. Assim, construir conhecimento é construir a si mesmo, não apenas intelectualmente, mas também moral e afetivamente.

    Portanto, uma instituição de ensino superior não é, nem pode ser, mera cadeia de transmissão de informações. Ela é locus privilegiado de produção de conhecimento, dentro e fora da sala de aula. Ela é um ambiente formador em sentido ampliado.

    Por concebermos a instituição superior desta maneira é que temos o prazer de apresentar mais um número de nossa revista, que se apresenta como um dos frutos desta visão.

    Inicialmente, partimos do pressuposto que o fomento à pesquisa científica como prática rotineira, como princípio educativo, é elemento fundamental na construção de ambiente acadêmico em sentido amplo, no qual a sala de aula não se apresenta como o único locus de conhecimento, ainda que prioritário.

    Neste sentido, o artigo Levantamento das Necessidades Emocionais das Mães e Educadoras de Crianças de Zero a Dois Anos da professora Angela Martines Miranda com as bolsitas Ana Paula Monteiro Garcia e Elisabeth Alonso Carvalheira e Participação Cidadã entre Jovens de Atibaia: a Adesão ao Associativismo Civil do professor Paulo Artur Malvasi com os bolsistas Moriti silva Neto e Heloísa Menzem de Camargo Cesar. se apresentam como frutos valiosos do Programa de Iniciação Científica da Instituição.

    O contínuo aprendizado é elemento essencial para a formação do professor, de tal modo que podemos considerar redundante o termo educação continuada para nos referirmos ao processo de formação docente. Isto porque, segundo nosso entendimento, esta não é uma prática optativa, ela é definidora da própria essência deste ofício.

    Neste sentido, apresentamos artigos provenientes de teses de doutorado recentemente defendidas por nossos professores. Nesta categoria se enquadram os artigos: Por uma Pedagogia da Leitura de Alaíde Aparecida dos Santos Fernandes e Preocupações com a Identidade do Jornalista de William Pereira de Araújo.

    Assim como a pesquisa, o intercâmbio entre professores e pesquisadores é de fundamental importância para o desenvolvimento acadêmico da instituição. Neste sentido, abrilhantam as páginas dessa revista, os artigos A Linguagem Comum dos Lingüistas e dos Pesquisadores em Relações Públicas – resultados parciais de um trabalho interdisciplinar, de duas profissionais com profunda experiência acadêmica, Sidnéia Gomes Freitas, professora titular da USP e Maria José Guerra, em pós doutoramento pela mesma instituição, proveniente de trabalho apresentado em encontro nacional de pesquisa em comunicação (INTERCOM).

    Consideramos a reflexão sobre a prática pedagógica, sobre os mais distintos prismas, como fundamental para uma instituição de ensino. Por este motivo, nesta edição apresentamos dois artigos de professores que vem desenvolvendo reflexões sobre o tema em suas teses de doutorado, quais sejam, A Psicanálise e o Avesso do Discurso (Psico) Pedagógico de Tácito Carderelli da Silveira e As Discussões sobre a Integralização entre Teoria e Prática em Cursos de Licenciatura de Marli Amélia Lucas Pereira.

    A mutação acelerada de nossa sociedade, bem como as alterações globais, motivadas por todo tipo de influências, sociais, culturais , econômicas, dentre outras, têm gerado amplo campo de reflexão para os estudiosos do direito.Seja do ponto de vista mais técnico, ou seja do ponto de vista filosófico e doutrinário. Dentro deste contexto, apresentamos os artigos A Prova Escrita como Fundamento da Ação Monitória de Márcio Manoel Maidame e O Juiz e o Trilema Axiológico de Olmiro Ferreira da Silva como exemplos de reflexões apuradas sobre o fenômeno jurídico na contemporaneidade.

    Finalizamos esta edição com um belo exemplo de análise literária oferecido por Sonia Mara Ruiz Brown, intitulado “Félicité”: a banalidade transformada em arte pela pena de Flaubert.

                 Marcos R. F. Bernardi

    Presidente do Conselho Editorial

  • Momentum
    v. 1 n. 4 (2006)

    Não acredito em pesquisa solitária,

    acredito em pesquisa solidária.

                                                                    Jean Piaget
    Escolhemos a frase do grande pesquisador suíço como epígrafe desta edição porque a mesma retrata de forma exemplar a noção principal que orienta esta revista, qual seja, que a pesquisa é um princípio educativo, é o próprio movimento do pensar e da produção do conhecimento e que, além disto, o conhecimento deve ser fruto de um projeto coletivo, de um fazer coletivo, no qual as múltiplas experiências e saberes se encontram. Pois que o “ todo é sempre maior que a soma das partes”. Desta maneira, a valorização do diálogo, do intercâmbio e da multiplicidade de visões é essencial para que o conhecimento se produza de forma crítica e reflexiva.

    A concepção de que a pesquisa deve ser um princípio educativo se expressa de forma clara nesta edição, na qual podemos ler artigos coletivos, produzidos pelos orientadores e orientandos contemplados pelo PIC-FAAT (Programa de Iniciação Científica).Vale ressaltar que versões preliminares destes artigos foram aprovadas e apresentadas em importantes congressos nacionais de iniciação científica.

    Assim, os artigos: O Direito dos Parentes, Cônjuges e Companheiros aos Alimentos, de Cristiano Pereira Moraes Garcia (docente) , Celso Eduardo Santos Mendes e Sebastião Carlos Bastos Ferraz (graduandos); Análise das Características do Blog e Fotolog como Ferramentas no Ensino de Inglês no Ensino Fundamental e Médio de Marlene de Almeida Augusto de Souza (docente), Darci dos Santos e Júlio Sérgio Domingues dos Reis (graduandos) e A História da Educação e de Atibaia Através de um Estudo de Caso: o grupo escolar José Alvim (1890-1930) de Orivaldo Leme Biagi (docente), Gilvan Elias Pereira (docente), Ana Cláudia de Souza Magro e Pedro Fabrício Gomes (graduandos) se apresentam como o resultado prático desta concepção

    Vale ressaltar que o incentivo a pesquisa não se dá apenas através do PIC-FAAT , mas também pelo apoio técnico e financeiro a participação de professores e alunos em congressos nacionais.Um exemplo disto é o relato de pesquisa Concepções sobre o Processo de Ensino-Aprendizagem: um estudo no espaço de cursos de formação de professores de Glória Aparecida Pereira de Oliveira (docente) e Karen Ferrari Rondina (graduanda), que foi apresentado no XIII ENDIPE – Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino na Universidade Federal de Pernambuco, neste ano.

    Como consideramos a dimensão dialógica da pesquisa e do próprio conhecimento como elementos essenciais, não poderíamos nos contentar em publicar apenas artigos produzidos por professores da instituição, antes pelo contrário, como já vem sendo feito nas últimas edições, apresentamos artigos de professores-pesquisadores de excelente qualidade que pleitearam publicação nesta edição. Neste número apresentamos os artigos Ferramenta de Apoio à Tomada de Decisão para as Atividades Sociais do Terceiro Setor: uma Solução para Gestão Eficaz dos pesquisadores e docentes Miguel Arantes Normanha Filho e Marise de Barros Miranda e o artigo Leitura e ensino: Percepção Objetiva e Concepção Subjetiva do pesquisador e docente João Hilton Sayeg-Siqueira.

    A valorização da pesquisa nos leva também a publicar artigos originados de pesquisas realizadas por docentes no desenvolvimento de seus projetos de mestrado e doutorado. Dentro deste grupo apresentamos os artigos: O Conceito de Gênero na Literatura Lingüística de Alaíde Aparecida dos Santos Fernandes; Tapas e Beijos em Esaú e Jacó: uma leitura de Machado de Assis de Sonia Mara Ruiz Brown; O impacto das Novas Mídias nos Adolescentes de Marco Antonio Bravo de Azevedo Gonzaga e As Atividades Acadêmicas e a Formação para a Pesquisa: o Trabalho de Conclusão de Curso de Glória Aparecida Pereira de Oliveira.

    O mesmo valor atribuído ao diálogo e a dimensão coletiva da pesquisa nos leva, por outro lado, a buscar o contato com as produções acadêmicas relevantes e colocá-las a disposição dos alunos e docentes, o que se dá, por exemplo, através da resenha do livro Aprender Pensando: Contribuições da Psicologia Cognitiva para a Educação, coletânea de artigos, organizado por Terezinha Nunes, que recebe rigorosa análise na resenha de Regina de Fátima Damazo.

    Apresentadas as várias seções da revista, só nos resta reiterar o compromisso com a dimensão solidária da pesquisa, esperando que estes textos possam servir de mote para debates, e que estes, por suas vez, sejam a fonte de novos textos, dentro de um processo dialético de construção do conhecimento, forma fundamental de garantia de sua dimensão crítica e reflexiva.

                  Marcos R. F. Bernardi

    Presidente do Conselho Editorial

  • Momentum
    v. 1 n. 3 (2005)

    Qual a função de uma revista científica dentro de uma instituição de ensino superior? O que ela expressa? Perguntas fundamentais, sem as quais toda revista se torna mero artefato, obrigação burocrática dentro de uma instituição. Passemos às respostas.

    A FAAT tem procurado integrar suas atividades de ensino, pesquisa e extensão de maneira sinérgica, criando um elo forte e constante entre teoria e prática, ensino e responsabilidade social. Assim, a revista tem como funções: estabelecer a comunicação da instituição com o meio acadêmico através da publicação de suas produções, bem como de produções de outros pesquisadores; apresentar os resultados das práticas institucionais de apoio à pesquisa, tais como os programas de iniciação científica, os núcleos de estudo, os programas de pós-graduação; propiciar aos docentes espaço para a apresentação de pesquisas de mestrado e doutorado reconhecidas academicamente em congressos ,etc.

    Portanto, o que nos leva à segunda pergunta, a revista Momentun expressa o processo constante de integração e estímulo à pesquisa por parte da instituição. Expressa, ainda, a concepção de que o processo de formação acadêmica não se restringe às salas de aula, mas sim a todo um complexo de atividades (pesquisa, extensão, responsabilidade social) que propiciam a formação integral (técnica e ética) de docentes e discentes em constante interação.

    Podemos perceber os elementos acima destacados, através de uma breve apresentação dos artigos.

    No intuito de estabelecer nexos entre a instituição e a comunidade acadêmica externa a ela, apresentamos o artigo A Confiança da População Brasileira nas Instituições de Segurança de Thaís Battibugli, professora e pesquisadora de outra instituição, ligada a projeto de pesquisa do Núcleo de Estudos da Viloência (NEV) da USP.

    A constituição de Núcleos de Estudos nos parece fundamental para otimizar a produção de conhecimento de forma sistêmica e multidisciplinar na instituição, o artigo de Ellis Wayne Brown, Terceiro Setor: em Busca de uma Delimitação, apresenta-se como o primeiro texto de uma série, em produção, gerada pelo Núcleo de Estudos e Serviços do Terceiro Setor da FAAT. (NESTS-FAAT).

    O artigo de Cristiano Pereira Moraes Garcia, O Direito Sucessório entre os Conviventes da União Estável expressa a sua temática de pesquisa a qual se integram alunos bolsistas, já que dela se originou projeto de iniciação científica em desenvolvimento.

    Na mesma linha de integração entre alunos e professores, o artigo Escritas de Crianças de Regina de Fátima Damazo e Liliane Zani, apresenta-se como o resultado de pesquisas extra-classe realizadas por grupo de estudos proveniente do curso de pós-graduação em Psicopedagogia da FAAT.

    A pesquisa acadêmica, proveniente de uma dissertação de mestrado, originou o artigo de Sonia Mara Ruiz Brown, Um Estudo sobre o “Veiga” de Antônio Patrício, trabalho que tem alcançado reconhecimento em congressos nacionais de pesquisa literária.

    A prática profissional encarada como momento de pesquisa e aprendizagem , embasou o trabalho de Angela Martinez Miranda, Grupo de Pais de Adolescentes, também resultante de pesquisa de mestrado.

    O artigo de Miguel Henrique Russo e Gilvan Elias Pereira, Política de Municipalzação do Ensino no Estado de São Paulo: Uma Questão Educacional ou Econômica?, bem como o artigo de Glória Aparecida Pereira de Oliveira, O Curso de Pedagogia e a Formação Docente: Uma Discussão Necessária expressam a preocupação em refletir sobre a futura atuação profissioal dos alunos para além das questões técnicas, contextualizando a mesma no panorama social e político vigente.

    Finalizando, no âmbito das reflexões jurídicas, porém dialogando com as contribuições da ciência política e da filosofia, o artigo de Júlio César Ribeiro, Repensar o Estado para Efetivar o Direito e a Justiça na Sociedade Globalizada, apresenta importante contribuição para a reflexão do operador do direito frente às mudanças sociais em curso, proporcionando uma visão mais ampla de sua prática profissional e do fenômeno jurídico.

    Diante do exposto, fica clara a função da revista de integrar as diversas faces da pesquisa e da produção de conhecimento dentro da instituição. Assim, só nos resta, mais uma vez, reiterar o compromisso institucional com a seriedade acadêmica, cujas páginas desta revista expressam.

                Marcos R. F. Bernardi

    Presidente do Conselho Editorial

  • Momentum
    v. 2 n. 2 (2004)

    Não há ensino sem pesquisa e pesquisa semensino. Enquanto ensino continuo buscando, reprocurando. Ensino porque busco,porque indaguei e me indago. Pesquiso para constatar, constatado, intervenho, intervindo educo e me educo.Pesquiso para conhecer e comunicar a novidade.

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                           Paulo Freire

    A pesquisa acadêmica pode ser entendida e experimentada de diversas maneiras em função da concepção a respeito do processo de ensino aprendizagem por parte de uma instituição e de seus professores. Assim, há muitos que concebem o processo de ensino aprendizagem como mero processo de transmissão de conteúdos e posterior verificação de sua assimilação por parte dos alunos. Contudo, diversas outras correntes concebem o processo de ensino aprendizagem como atividade construtiva e reconstrutiva do conhecimento, no qual o aluno e professores devem se propor desafios constantes e, superando-os, criar novos conhecimentos, prenhes de sentido e utilidade em suas vidas.

    Desta segunda concepção se nutre o ideal desta revista e da instituição, pois concebe-se a pesquisa como princípio educativo, e não apenas como atividade especializada de cientistas qualificados, não obstante a clara relevância desta modalidade. Neste intuito, a revista apresenta-se como espaço privilegiado de reflexões e pesquisas que visam ampliar o âmbito da formação acadêmica dos alunos para além do espaço da sala de aula e dos conteúdos curriculares básicos.

    A busca pela excelência acadêmica tem sido elemento marcante da instituição, que apresentou enorme desenvolvimento no decorrer do processo que separa o primeiro número desta revista deste que agora se apresenta. Dentre tantos avanços, pode-se citar a abertura dos cursos de letras, normal superior, direito,relações públicas, jornalismo e publicidade e propaganda. Além disto, a constante preocupação com a pesquisa se verifica na participação de alunos em congressos nacionais de iniciação científica, na reformulação do programa de iniciação científica da instituição e no apoio técnico e financeiro que a instituição tem oferecido a diversos docentes para a participação em congressos e atividades científicas nacionais e internacionais.

    O incremento de novos cursos, por sua vez, amplia a possibilidade e a necessidade do debate interdisciplinar no interior da instituição, o que se verifica na atuação e na formação acadêmica de professores, que abarcam vários cursos e disciplinas e se expressa também no conteúdo desta revista, no qual, além dos artigos mais especializados,encontramos outros que encerram nitidamente um caráter multidisciplinar, concernente com a formação e atuação de seus autores no interior desta instituição.

    Neste número apresentamos ainda duas novas seções; o relato, no qual se pretende dar espaço aos docentes para que exponham experiências acadêmicas e/ou profissionais que possam contribuir significativamente para a construção de conhecimento e para as práticas profissionais de alunos e docentes. Além disto, inauguramos a seção de resenhas, na qual pretende-se apresentar análises criteriosas de livros que oferecem efetiva contribuição em suas áreas de conhecimento.

    Finalizando, gostaríamos de salientar, mais uma vez, que esta revista se coloca como espaço democrático e acadêmico de produção de conhecimento para além dos muros da instituição, construindo progressivamente pontos de conexão com a sociedade e a comunidade local, enfatizando a função social do conhecimento como seu elemento primordial.

    Marcos Roberto de Faria Bernardi

    Presidente do Conselho Editorial