Classificação e Critérios de Priorização na Argumento Jurídico

Olmiro Ferreira Silva

Resumo


O artigo discute a importância da argumentação jurídica no âmbito judicial. Propõe graus de precedência entre os oito tipos de argumentos usados no discurso forense, segundo seus conteúdos e apresenta critérios para discernir eventuais difi culdades de precedência entre tais argumentos.

Palavras-chave


Argumento jurídico; Raciocínio jurídico; Classifi cação de argumentos; Precedência de argumentos; Critérios de precedência.

Texto completo:

PDF

Referências


ALEXY, Robert. Teoria da Argumentação Jurídica. Editora Landy.

BITTAR, Eduardo C.B., in Linguagem Jurídica, 3ª ed., São Paulo: Saraiva, 2008.

CAMARGO, Margarida Maria L. Hermenêutica e argumentação: uma contribuição ao estudo do direito. Rio de Janeiro: Renovar, 1999.

DAMIÃO, Regina Toledo; HENRIQUES, Antonio. Curso de português jurídico. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2000. 291 p.

FETZNER, Néli Luiza Cavalieri. Argumentação Jurídica: Teoria e Prática. Rio de Janeiro: Ed. Freitas Bastos, 2006.

MAXIMILIANO, Carlos. Hermenêutica e aplicação do direito. Rio de Janeiro: Forense, 1979.

MENDONÇA, Paulo R. Soares. A argumentação nas decisões judiciais. Rio de Janeiro: Renovar, 1997.

PERELMAN, C.; TYTECA, L. Tratado da argumentação: a nova retórica. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

SILVA, Olmiro Ferreira da. O Juiz e o Trilema Axiológico, in MOMENTUM, Rev. da FAAT, Ano 5, vol. 1, N. 5 – 2007, p. 189208.

XAVIER, R. C. Português no Direito. 15 ed. Rio de Janeiro: Forense, 1997.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Olmiro Ferreira Silva



Centro Universitário UNIFAAT