Saúde financeira dos colaboradores: gestão da qualidade de vida no trabalho

Eliana Martuccello Harder, Hilda Maria Cordeiro Barroso Braga

Resumo


O estudo se fundamenta na análise da crise econômica brasileira, iniciada em 2014, que expôs grande parcela da população a sacrifícios para manter o padrão de vida minimamente digno e gerou aumento do endividamento pessoal. Neste cenário surge o chamado estresse financeiro que, quando manifestado por funcionários de empresas, compromete o seu desempenho profissional. A pesquisa avalia, por meio de levantamento de campo, a presença ou não de estresse financeiro comprometendo o desempenho profissional dos colaboradores das empresas, principalmente da região Bragantina, sob a ótica dos gestores de RH, e identifica como as empresas lidam com estas questões e se adotam medidas preventivas para minimizá-las. Os resultados mostram que o principal problema financeiro apontado é o aumento com dívidas dos funcionários (56,6%) e o maior impacto disso é a queda da produtividade (71,7%). Porém, somente 26,1% das empresas promovem ações de educação financeira para os funcionários, embora entendam que ações preventivas ajudariam a melhorar a qualidade de vida dos funcionários (63%), mas sem reflexos no aumento da produtividade (41%). Estes resultados indicam a importância das finanças pessoais para as empresas e os colaboradores, garantindo maior qualidade de vida para os funcionários e, indiretamente, podendo melhorar a produtividade para as empresas. No entanto, os investimentos em educação financeira não são expressivos, já que a percepção é de não haver retorno financeiro para a empresa.

Palavras-chave


Finanças. Dívidas. Qualidade de Vida no Trabalho (QVT). Estresse Financeiro.

Texto completo:

PDF

Referências


AMERICAN PSYCHOLOGICAL ASSOCIATION. Stress in America: coping with change, part 1. Washington, DC: American Psychological Association, 2017. Disponível em: http://www.apa.org/news/press/releases/stress/2016/coping-with-change.PDF. Acesso em: 16 maio 2018.

ANDRADE, E. Tópicos Avançados em Educação Financeira, volume 1: problemas financeiros e seus reflexos no ambiente de trabalho. Piracicaba: [s.n.], Elisson Augusto Pires de Andrade, 2012. Disponível em: http://profelisson.com.br/wp-content/uploads/2012/03/Vol_1_-vers%C3%A3o_final.pdf. Acesso em: 16 maio 2018.

BARBOSA, F. Brasil vive pior ciclo econômico em mais de 20 anos, diz FMI. O Globo, 29 abr. 2015. Disponível em: https://oglobo.globo.com/economia/brasil-vive-pior-ciclo-economico-em-mais-de-20-anos-diz-fmi-16012985. Acesso em: 26 maio 2018.

BRASIL. Decreto n°7.397, de 22 de dezembro de 2010. Institui a Estratégia Nacional de Educação Financeira – ENEF, dispõe sobre a sua gestão e dá outras providências. Brasília, DF, 22 dez. 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7397.htm. Acesso em: 22 maio 2018.

CNC. Pesquisa CNC: Percentual de famílias com dívidas diminui em abril de 2018. CNC. Disponível em: http://cnc.org.br/sites/default/files/arquivos/analise_peic_abril_2018.pdf. Acesso em: 09 maio 2018.

CODACE. Cronologia trimestral do ciclo de negócios brasileiros. Disponível em: http://portalibre.fgv.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId=8A7C82C54DB5CA9F014EF8794F847120. Acesso em: 20 out. 2017.

DANA, S. Como o desemprego e a crise geram um círculo vicioso? G1, 01 abr. 2016. Disponível em: http://g1.globo.com/economia/blog/samy-dana/post/como-o-desemprego-e-crise-geram-um-circulo-vicioso.html. Acesso em: 22 set. 2017.

DIEBOLD, F. X.; RUDEBUSCH, G. D. Measuring business cycles: a modern perspective. Review of Economics and Statistics, v.78, n. 67-77, jun 1996.

Disponível em: https://www.sas.upenn.edu/~fdiebold/papers/paper4/pabc.pdf. Acesso em: 23 maio 2018.

EID JUNIOR, W. Estresse financeiro e produtividade no trabalho. Centro de Estudos em Finanças da EAESP, fev. 2009. Disponível em: http://www.leticiacamargo.com.br/wp-content/uploads/2014/02/Estresse-Financeiro-e-Produtividade-no-Trabalho.pdf. Acesso em: 15 maio 2018.

ENEF - ESTRATÉGIA NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA. 2° Mapeamento Nacional das Iniciativas de Educação Financeira. Disponível em: http://www.vidaedinheiro.gov.br/2-mapeamento/. Acesso em: 22 ago. 2018.

FGV-RJ. FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Comitê de Datação de Ciclos Econômicos. Rio de Janeiro, 27 maio 2009. Disponível em: http://portalibre.fgv.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId=8A7C823326CD886101273ED74C6F5F1D. Acesso em: 08 maio 2018.

FRAGA, E.; LIMA, F. É prematuro concluir que a recessão acabou, afirmam economistas. Folha de São Paulo, São Paulo, 22 maio 2018. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/06/1892016-e-prematuro-concluir-que-recessao-acabou-afirmam-economistas.shtml. Acesso: 08 maio 2018.

GARMAN, T. Employer’s return-on-investment model for workplace financial education and assistance programs. Disponível em: https://pfeef.org/wp-content/uploads/2016/09/ROI-Feb-2007.pdf. Acesso em: 21 ago. 2018.

IBGE. PIB cai 3,5% em 2015 e registra R$ 6 trilhões. Agência IBGE, 9 nov. 2017. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/2013-agencia-de-noticias/releases/17902-pib-cai-3-5-em-2015-e-registra-r-6-trilhoes.html. Acesso em: 16 maio 2018.

IBGE. PNAD contínua: rendimentos de todas as fontes 2017. Rio de Janeiro: IBGE, 2018. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101559_informativo.pdf. Acesso em: 09 maio 2018.

LAGUNA, E. Inadimplência sobre 3,5% e chega a 62 milhões de brasileiros, diz pesquisa. Exame, 9 maio 2018. Disponível em: https://exame.abril.com.br/economia/inadimplencia-sobe-35-e-chega-a-62-milhoes-de-brasileiros-diz-pesquisa/. Acesso em: 10 maio 2018.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos de Metodologia Científica. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2001.

LOIOLA, L. de P. O estresse financeiro em dois grupos de profissionais brasileiros. 2014. 54 f. Dissertação (Mestrado em Administração). Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2014. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/11512. Acesso em: 15 maio 2018.

MARTINS, D. Funcionários sem dívida, empresa produtiva. Diário do Comércio, 12 dez. 2014. Disponível em: https://dcomercio.com.br/categoria/gestao/funcionarios-sem-dividas-empresa-produtiva. Acesso em: 15 maio 2018.

MASSARO, A. Alguns dados interessantes sobre o stress financeiro. Exame, 24 fev. 2017. Disponível em: https://exame.abril.com.br/blog/voce-e-o-dinheiro/alguns-dados-interessantes-sobre-o-stress-financeiro. Acesso em: 15 maio 2018.

MORAIS, I. A. C. de. Ciclo e indicadores antecedentes na indústria do Rio Grande do Sul. Nova econ, Belo Horizonte, v. 23, n. 1, p. 133-154, abr. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-63512013000100005&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 8 maio 2018.

OECD. OECD’s financial education Project. Financial Market Trends, n. 87, october 2004. Disponível em: https://www.oecd.org/finance/financial-education/33865427.pdf. Acesso em: 16 maio 2018.

PRAWITZ et al. Employee financial distress, emotional health risk, and absenteeism. Research Gate, jan. 2010, Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/228468448_Employee_financial_distress_emotional_health_risk_and_absenteeism. Acesso em: 15 maio 2018.

SAVOIA, José Roberto Ferreira; SAITO, André Taue; SANTANA, Flávia de Angelis. Paradigmas da educação financeira no Brasil. RAP, v. 41, n. 6, nov/dez 2007, p. 1121-1141. Disponível em: http://w.scielo.br/pdf/rap/v41n6/06.pdf. Acesso em: 21 ago. 2018.

SILVEIRA, D. Mercado tem 26,3 milhões de trabalhadores subutilizados, diz IBGE. G1, 17 ago. 2017. Disponível em: https://g1.globo.com/economia/noticia/taxa-de-desocupacao-cai-em-11-estados-no-2-trimestre-diz-ibge.ghtml. Acesso em: 10 maio 2018.

SOUZA, F. T. G. Os efeitos do estresse financeiro no ambiente de trabalho brasileiro. 2017. Dissertação (Mestrado em Administração). Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2017. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/18466. Acesso em: 22 maio 2018.

SOUZA, P. Estresse por dívidas derruba a produtividade. Diário do Grande ABC, 16 de nov. 2013. Disponível em: http://www.dgabc.com.br/Noticia/494669/estresse-por-dividas-derruba-a-produtividade. Acesso em: 21 maio 2018.




DOI: https://doi.org/10.17648/1678-0795.momentum-v1n17-239

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Eliana Martuccello Harder, Hilda Maria Cordeiro Barroso Braga



Centro Universitário UNIFAAT