A dinâmica das áreas de conservação do Brasil e Moçambique: Estudo comparativo da Serra do Japi, Mata Santa Genebra e a Reserva Nacional do Niassa

Francisco Gonçalves Nhachungue, Sônia Regina da Cal Seixas, Benjamim Olinda Bandeiras

Resumo


O objetivo deste artigo é compreender as dinâmicas de conservação da biodiversidade do Brasil e de Moçambique. Especificamente pretende I) caracterizar as três áreas de conservação e a legislação inerente à conservação da biodiversidade em ambos os países; II) comparar os modelos de gestão das três áreas; III) identificar as diferenças e similaridades nessas áreas de conservação. Com uma abordagem qualitativa, a pesquisa baseou-se na revisão bibliográfica e documental e consubstanciada pelas técnicas de observação direta e diálogo, bem como o registo de imagens fotográficas. Os resultados mostraram a semelhança dos modelos de gestão nessas três áreas, e todas são habitadas, no seu interior e entorno, por população de diferentes classes sociais. Porém, há diferença de contextos em ambos os países. Enquanto a gestão das Unidades de Conservação brasileiras desafia o crescimento urbano, industrialização, privatização de terras, a gestão da Reserva Nacional do Niassa desafia as atividades de extrativismo ambiental (caça ilegal, queimadas descontroladas, mineração ilegal) para autossubsistência, com recurso a meios e técnicas tradicionais e perniciosas ao meio e à integridade dos recursos em conservação.

Palavras-chave


Conservação. Unidades/Áreas. Modelos. Gestão.

Texto completo:

PDF

Referências


BALLERINI, Adriana Perroni; GALHARDI, Antonio César. A importância dos Serviços Ecossistêmicos e da Gestão Sustentável de um Patrimônio Natural. In: WORKSHOP DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA DO CENTRO PAULA SOUZA, 9., São Paulo. Anais [...] Centro Paula Souza, São Paulo, 2014. p. 59-71.

BARBOSA, Sônia Regina da Cal Seixas; FORMAGIO, Cessimar de Campos; BARBOSA, Rebeca Veiga. Áreas protegidas, uso e ocupação do solo, qualidade de vida e turismo no litoral norte paulista: algumas reflexões sobre o município de Ubatuba. Caderno Virtual de Turismo, Campinas, v. 10, n. 2, p. 121-137, 2010.

BRASIL. Lei no 9.985, de 18 de julho de 2000. Instituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. Brasília, 2001.

BIOFUND. Fundação para a Conservação Biodiversidade. Disponível em: http://www.biofund.org.mz/base-de-dados/plataforma-sobre-as-ac/#area-niassa. Acesso em: 20 dez. 2019.

CAMARGO, Lívia Junqueira de; LUCA, Andréa Quirino de; SILVA, Jodir Pereira de. Representações sociais acerca do meio ambiente de moradores do entorno de uma Unidade de Conservação em Campinas-SP. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPPAS, 4.J, Brasília. Anais [...] ANPPAS, 2008. p. 1-17.

CHARDONNET, Bertrand. Africa is changing: should its protected areas evolve? Recofiguring the protected areas in Africa, 2019.

CRAIG, G.C. Aerial Survey of Wildlife in the Niassa Reserve and Adjacent Areas. Mozambique, 2009.

COUTO, Madyo. Abordagem estratégica para o combate ao tráfico ilegal de fauna e caça furtiva de elefantes e rinocerontes: Relatório produzido para WWF. Moçambique, 2014.

GERONDI, Gisele. Ecoturismo e sistemas de gestão ambiental: medidas corretivas estão sendo tomadas nos hotéis ecológicos da Serra do Japi / SP. Caderno Virtual de Turismo. Rio de Janeiro, v. 5, n. 2, pp. 63-71, 2005.

Googlearth. https://www.google.com/earth/. Acessao em: 10 jul. 2018.

GUIRÃO, Ângela Cruz; TEIXEIRA FILHO, José. Preservação de um fragmento florestal urbano – estudo de caso: A ARIE Mata de Santa Genebra, Campinas-SP. GEOUSP – Espaço e Tempo, São Paulo, n. 29, p.147-158, 2011.

HOEFFEL, João Luiz de Moraes; FADINI, Almerinda Antonia Barbosa e SEIXAS, Sônia Regina da Cal (Orgs.). Sustentabilidade, Qualidade de Vida e Identidade Local: Olhares sobre as APAs Cantareira (SP) e Fernão Dias (MG). São Carlos: RiMA, 2010.

LIMA, André R.; CAPOBIANCO, João Paulo R. (orgs.). Mata Atlântica: Avanços legais e institucionais para sua conservação. Documentos do ISA. São Paulo, v.4, 1997.

MAE. Perfil do Distrito de Mecula - Província de Niassa. Maputo, 2005.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de Pesquisa. 6.ed, São Paulo, 2007.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Plano de Manejo: ARIE Mata de Santa Genebra. Campinas, 2010.

MITADER. Estratégia e Plano de Acção para a Conservação da Diversidade Biológica em Moçambique (2015-2035). Maputo, 2015.

MOÇAMBIQUE. [Boletim Oficial de Moçambique (1954)]. I Série No 41, 9 de outubro de 1954.

PORTAL PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE JUNDIAÍ. https://jundiai.sp.gov.br/ . Acesso em: 18 jul. 2018.

PORTAL DA MATA SANTA GENEBRA. http://www.fjposantagenebra.sp.gov.br/. Acesso em: 18 jul. 2018.

PREFEITURA DE JUNDIAÍ. Plano de Manejo: Reserva Biológica Municipal da Serra do Japi- Jundiaí-SP. 2008.

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE. Boletim da República: Publicação oficial da República de Moçambique. 14º Suplemento, I Série, no 203. 29 de dezembro de 2017.

SANTOS, Milton. Por uma Geografia Nova. 5.ed. São Paulo: Edusp, 2002.

________. Espaço e Método. 5.ed. São Paulo: Edusp, 2008.

SENADO FEDERAL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil. Coordenada por Denise Zaiden Santos. Brasília, 2016.

SERRÃO, Silvia Maria. Para além dos domínios da Mata: Uma discussão sobre o processo de preservação da Reserva da Mata da Santa Genebra, Campinas, SP. Tese (Doutorado em Ciências de Educação) – Faculdade de Educação, Universidade estadual de Campinas, São Paulo, 2002.

SRN. Plano de Maneio da Reserva Nacional do Niassa (2007-2012). s/l. 2006.

VIEIRA, A. A.; SANTOS, C. Del P.; COSTA e SILVA, F.; PORTO SANTOS, S.; PINHEIRO, S.; SCARABELLO FILHO, S.; SILVA FILHO, W. da C.. Projeto Japi. São Paulo, 1989.

WIKIAVES. http://www.wikiaves.com.br/areas:arie_mata_de_santa_genebra:inicio .Acesso em: 20 ago. de 2019.

YOSHIDA, Claudia Eiko; GONÇALVES, Leandra Regina. Identificação de problemas e ameaças da APA Jundiaí-Cabreúva (Serra do Japi) através da análise dos talões de atendimento da Guarda Municipal de Jundiaí/SP. Bioikos. Campinas, v. 18, n. 2, p. 5-10, 2004.




DOI: https://doi.org/10.17648/1678-0795.momentum-v1n17-236

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Francisco Gonçalves Nhachungue, Sônia Regina da Cal Seixas, Benjamim Olinda Bandeiras



Centro Universitário UNIFAAT